Mais sobre a TV a cabo

Aproveitando a mensagem de ontem sobre o canal de cinema, achei que ia escrever um pouco aqui sobre a TV a cabo canadense. Quer dizer, pelo menos sobre a que assino aqui em Toronto (há outras opções dependendo da cidade ou província onde se mora no Canadá). Além dos filmes, acredito que há uma boa variedade de programação para quem aprecia esportes, documentários, desenhos animados, notícias ou variedades.

Se você quiser só ter alguns canais a mais do que os disponíveis gratuitamente via ar, pode escolher um pacote básico de TV a cabo. Esse custa a partir de uns $35, e inclui cerca de 40 canais. Depois pode ir comprando canais avulsos ou pacotes temáticos, de acordo com seus interesses.

No quesito esportes, por exemplo, pode escolher desde canais genéricos esportivos, até um dedicado somente ao hóquei no gelo, basquete, futebol americano ou mesmo o nosso futebol. Se for fanático mesmo pelos esportes norte-americanos, pode pagar $30 por mês para ver todos os jogos da NHL, NFL, NBA ou MLB. Os pacotes temáticos também têm cerca de sete canais só de notícias, outros sete só de documentários, oito para crianças e oito de filmes (sem contar os da The Movie Network).

E ainda há os canais que atendem um público de origem específica. Assim, dá pra assinar a Globo Internacional, a RAI, RTPi, e canais chineses, indianos, mexicanos... Opção não falta.

Bom, isso é para quem optar pela Rogers, que opera a televisão a cabo na região onde moro. Se quiser (e puder), a pessoa pode escolher um satélite da Bell ou Star Choice, com seus preços e pacotes específicos. Como disse anteriormente, outras cidades também podem oferecer serviços e operadoras diferentes de cabo.

De uma maneira geral, acho que a qualidade de imagem e som, bem como quantidade de canais, disponíveis são melhores do que obtinha no Brasil. Além disso, creio que um bom pacote de canais sai mais barato por aqui do que no Brasil, pelo menos sem fazer a conversão e optando pelo tradicional modelo comparativo 1:1, onde cada dólar é comparado com cada real (afinal, apesar de gastarmos em dólar aqui, também ganhamos em dólar, então fica mais correto comparar custos dessa forma do que fazendo uma conversão monetária).

Para finalizar, aqueles que têm uma televisão com capacidade de alta definição (HDTV) também podem usufruir da programação disponível no formato (ainda não são tantos canais nem programas transmitidos no formato, mas as principais séries e vários filmes, além de eventos esportivos, já podem ser vistos assim), coisa que ainda não é possível no Brasil. Para quem gosta de novidades tecnológicas, esse é um prato cheio.

Marcadores: ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home