Um show de guitarras

Realizei mais um sonho neste domingo, e fui assistir ao show do Eric Clapton aqui em Toronto, no Air Canada Centre. Um espetáculo! O show de guitarras de Clapton faz com que fique difícil acreditar que ele já passa dos 60 anos. A habilidade que tem é a mesma de quase vinte anos atrás, quando o vi durante uma turnê que fez ao Brasil. De lá pra cá ele recuperou muito de sua fama, e incorporou algumas músicas clássicas ao seu repertório com CDs como o Acústico da MTV e o fantástico dueto com B.B. King.

O ginásio estava completamente tomado, com gente de todas as idades (desde pessoas mais velhas que o próprio Clapton até outras que não tinham nem nascido quando o Brasil foi tetracampeão de futebol no Estados Unidos, em 1994). Apesar de estar montando um disco novo, Clapton preferiu dedicar o show aos seus clássicos que o público em geral já conhece, e com isso conseguiu agradar a maioria dos presentes. Claro que o show aconteceu em sua maioria no modelo canadense, com todos sentados no máximo mexendo a perna e batendo palmas. Até preferi assim. Só que quando ele emplacou as primeiras notas de Layla, Cocaine e Crossroads (este no bis), o pessoal da pista não quis nem saber e começou a dançar. O show também foi marcado por uma série de solos de guitarra de Clapton e dos outros integrantes de sua banda (às vezes achei um pouco exagerado tanto destaque para os outros membros por mais de uma vez, mas acho que se fez necessário para que Clapton pudesse descansar um pouco). No fim, duas horas de show da mais alta qualidade.

E só depois que fiquei sabendo que o show quase não aconteceu. Clapton estava se recuperando de uma dor de garganta forte que inclusive forçou o cancelamento do show que faria em Detroit no sábado. Se encheu de remédio e pastilha pra garganta e conseguiu se apresentar em Toronto. Ufa. Essa foi por pouco!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home