Poderosos chefões

A cena é clássica de filmes americanos que tentam retratar a máfia. Um restaurante pequeno, geralmente vazio, tem uma mesa ocupada perto dos fundos. Lá, algumas pessoas bem vestidas, de terno, apreciam uma refeição ou simplesmente um café. Entre os bem vestidos está um que parece ser o líder, o chefão. Apenas alguns capangas rodeiam a mesa ou sentam estrategicamente perto da entrada, como que para vigiar o movimento.

Ao chegar em Toronto, fiquei curioso ao ver alguns restaurantes muito parecidos com o descrito acima em certas regiões da comunidade italiana da cidade, a Little Italy. Me perguntava como um restaurante que ficava tanto tempo vazio podia se sustentar à base de uns fregueses mingüados que nem sempre pediam uma refeição completa. Claro que não ficava vigiando o local, apenas era a impressão que me dava por sempre passar perto do restaurante e vê-lo vazio. De repente é um restaurante de fachada, da máfia, pensava com meus botões, crente que era um exagero buscado simplesmente para dar uma "emoção" a um fato aparentemente sem maior importância.

Pois não é que vejo o jornal de hoje e na capa há uma história sobre como seis chefões da máfia que inclusive são procurados na Itália estão vivendo tranqüilamente no Canadá. E o chefão que aparece na foto da capa inclusive está saindo de um restaurante de sua propriedade. Hehe, a ficção encontra a realidade, mais uma vez.

Com relação a história em si, parece que a polícia local até monitora as atividades dos suspeitos, mas não pode fazer nada a não ser que o governo dos dois países cheguem a um acordo pedindo formalmente a extradição dos investigados. Como isso não aconteceu até agora, eles vão ficando.

Por via das dúvidas, quando for a um restaurante italiano não vou reclamar de nada.

Pra ler a estória do Toronto Star sobre o assunto, clique aqui (texto em inglês).

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home