Lanchonete ambulante

Uma tradição de várias cidades norte-americanas, inclusive Toronto, é comer lanches rápidos vendidos em furgões equipados com cozinha, geladeira, etc. Esses mini-caminhões são bem comuns principalmente no centro da cidade, na área financeira, onde executivos apressados às vezes têm que se virar para fazer uma boquinha no meio do expediente. Nada mais prático e rápido que um cachorro-quente ou um hambúrguer servidos ali na rua mesmo, sem necessidade sequer de se entrar em um restaurante fast food.

Claro que não é possível encontrar de tudo nesses restaurantes móveis, já que eles não são tão grandes assim. Mas a variedade é até grande, com vários tipos de sanduíche, batata frita, refrigerantes e sucos, a famosa 'poutine' - uma bomba calórica que reúne batata, queijo, gordura animal e molho, que deve ser suficiente para sustentar uma família de quatro pessoas por uma semana. Há também os simpáticos caminhões de sorvete, bem populares principalmente no verão, e que ou ficam estacionados perto dos caminhões que vendem sanduíche ou então ficam rodando as vizinhanças oferecendo as guloseimas para as crianças.

Com clientela fiel e visitas freqüentes durante toda a semana, alguns desses caminhões viram verdadeiras referências perto dos locais onde estão estacionados. Esta semana, o Toronto Star trouxe inclusive uma matéria sobre um vendedor que está no mesmo endereço há 30 anos, perto do cruzamento da rua King com a Yonge, bem no centro da cidade. Isso é muito mais tempo que muito restaurante chique e estabelecido da cidade. Quando ele chegou lá, em 1976, muita gente que hoje freqüenta sua barraquinha sequer era nascida.

Infelizmente, no entanto, parece que os clientes vão ter que arrumar um outro lugar para comprar sanduíche. Um hotel abriu perto do lugar e pediu para a cidade que a ruela onde o caminhão se estabeleceu passasse a ser de mão dupla, ao invés de única, para facilitar o acesso de seus hóspedes ao hotel. Com a mudança, ficaria inviável para o caminhão permanecer no mesmo local, devido ao aumento do tráfego. Com isso, ele deve sair de lá em breve e ser deslocado para outro local, ainda indefinido. O dinheiro, como sempre, fala mais forte que a tradição.

Para saber um pouco mas sobre essa história, veja a matéria do Toronto Star sobre a remoção do caminhão de lanches.

2 Comments:

At 9:32 AM, Blogger Simone & Celso said...

Olá Carlos,
vim te fazer uma visitinha, seus posts são muito interessantes.
Um abraço,
Simone

 
At 5:49 PM, Blogger Dani e Rafa said...

Oi!
Vc já provou comida destes furgões?
Eu sempre passo de olho, tem um cheiro mto bom, mas nunca arrisquei (pelo menos por enquanto).

Abraços,

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home