Turista não vai mais receber imposto de volta

E o primeiro-ministro canadense Stephen Harper continua dando seqüência ao seu plano de governo. Anunciou nesta segunda-feira um corte de Cdn$2 bilhões no orçamento, apesar do superávit de $13 bilhões obtido até aqui. Com isso, alguns programas do governo recebem cortes ou simplesmente deixam de existir. Afinal, o dinheiro tem que sair de algum lugar. E os projetos considerados de menor importância simplesmente vão pro espaço. Na verdade, os conservadores sempre criticaram os programas que agora estão sendo cortados. Em sua maioria, estes programas haviam sido implementados pelos liberais. Como agora surgiu a chance dos conservadores adaptarem os programas à sua linha de raciocínio, nada mais natural que aprovassem os cortes.

No que diz respeito aos brasileiros, talvez a decisão de maior impacto seja o fim do programa que devolve o imposto pago em certas compras aos turistas quando de sua saída do Canadá. Quando saíam do país, essas pessoas podiam pedir o reembolso do imposto GST pago nas compras (atualmente em 6%). Isso servia para que muitos donos de comércio usassem o reembolso como forma de atrair turistas. Só com esse programa o governo espera economizar quase $80 milhões. Segundo os conservadores, menos de 5% dos visitantes pediam o reembolso de qualquer forma.

Talvez pior tenha sido o corte pela metade no dinheiro que era usado para ajudar jovens sem experiência a encontrar emprego. A economia de $55 milhões reduz pela metade o programa criado para dar subsídios a empregadores que contratassem alguns jovens que não teriam como encontrar emprego sem ele.

Agora os gastos com as operações militares pra manter o Canadá no Afeganistão... Esses continuam a pleno vapor.

- Para ler mais sobre o assunto, veja a matéria que o jornal Globe and Mail publicou sobre o assunto (em inglês).

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home