Tristeza sem fim

Fiquei sabendo sobre o acidente aéreo de ontem em Congonhas sem querer, por acaso, enquanto surfava a Internet sem rumo ontem à noite.

O que dizer diante de um sentimento de tanta impotência? Que tristeza ver a que ponto chegamos em relação ao tráfego aéreo no país. Virou mesmo uma roleta-russa embarcar em um vôo sem saber se chegaremos ao destino. Claro que riscos sempre existem, mas o transporte aéreo é normalmente considerado o meio mais seguro de transporte por conta de alguns cuidados básicos com manutenção de equipamentos, infra-estrutura de aeroportos, pistas de pouso e decolagem, controle aéreo, que parecem estar ficando para trás em nosso país. Com isso, mesmo que estatisticamente ele continue mais seguro que uma viagem de carro, por exemplo, a ocorrência mais comum de acidentes desse tipo vão passar cada vez mais a impressão de que, pelo menos no Brasil, não é mais adequado chamá-lo de seguro.

Se foi culpa da pista, por que ela foi liberada? Por que continuam pousando tantos aviões de grande porte nesse aeroporto? Se foi falha mecânica, teria sido uma fatalidade ou problema na manutenção ou mesmo na fabricação do aparelho? Se foi falha do piloto, não teria essa falha sido estimulada pela situação cada vez mais estressante que é voar no país? Seja onde estiver a razão do acidente, como sentir-se seguro ao embarcar no próximo vôo?

Mesmo aqui no Canadá, onde normalmente não se fala em Brasil, ao comentar o acidente a imprensa destacou como o país vive em meio a um caos aéreo, como o aeroporto de Congonhas vinha sendo criticado há tempos e como um acidente desse tipo era iminente. Se estava tão claro pra todos, porque nada foi feito? O descaso pela vida humana às vezes leva a crer que, infelizmente, esta não será a última tragédia deste tipo no Brasil. Até quando isso vai precisar acontecer, quantas pessoas ainda vão precisar morrer pra que algo seja feito?

Fechem o aeroporto por decreto. Quem não gostar que vá de ônibus. Prejuízos aparentes poderão existir num primeiro momento, mas quer prejuízo maior que a perda de tantas vidas? Ainda existirão outros problemas, claro, mas não é porque resolver um problema não resolve todos de uma vez que a iniciativa é ruim. Para algo eficiente ser feito, tem que se começar de algum lugar. Aos poucos. Esta é uma ótima oportunidade para isso.

Desculpem pelas divagações. Só mesmo a raiva para misturar-se à profunda tristeza que sinto neste momento. A todos os familiares das vítimas, meu profundo pesar.

Marcadores: , , ,

3 Comments:

At 8:36 AM, Blogger Camila said...

Olá...

Descobri seu blog há uma semana e, como estou na fila para imigrar, vou acompanhá-lo... Aliás, gostei muito das coisas que li por aqui!

Quanto ao acidente, concordo integralmente com o que você escreveu. Mas sabe o que é pior? Parece que as pessoas já estão prontas pro próximo! Eu sempre fico super chocada com esse tipo de "acidente", provocado por negligências mil. Lá no trabalho, ontem, ninguém comentava o assunto e quando eu falei "gente, que horrível esse acidente!", o que recebi de resposta foi "é mesmo" e ponto final. Daí eu mostrei minha revolta e o que ouvi dessa vez: "Camila, sempre revoltada". Hein? O país inteiro tinha que estar revoltado e exigindo providência. Ontem mesmo o aeroporto foi reaberto, de novo embaixo de chuva... Pelo menos o MPF entrou com um pedido para fechar o aeroporto, mas dificilmente vão conseguir... Que essas famílias consigam encontrar alguma paz nisso tudo.

Enfim, minha revolta e eu, num país em que convivemos com coisas absurdas diariamente.

Sds,

Camila.

 
At 9:49 AM, Blogger Gean Oliveira said...

Realmente foi muito triste Carlos. Ate hoje as imagens chocam. E hoje eu vi o video do acidente. Voce viu?

http://noticias.uol.com.br/uolnews/brasil/2007/07/18/ult2486u946.jhtm#

Abraco

 
At 12:56 PM, Blogger CarloAmorusso said...

Camila: Obrigado pela visita. Só mesmo com a revolta de todos é que coisas assim podem mudar. Na hora em que o aeroporto continua funcionar pouco depois do acidente porque as coisas não podem parar fica claro o descaso com a vida humana. Seja lá qual tenha sido a razão do acidente, o problema teria que ser resolvido antes de permitir que o aeroporto reabrisse.

Gean: Ainda não tinha visto. Realmente impressionante. Um abraço.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home