Ligue Djá

Você ainda faz ligações para outros países usando métodos convencionais, isto é, dando uma mesada para ajudar a manter os lucros das grandes empresas telefônicas? Pára com isso. A não ser que você seja acionista dessas empresas, não tem porque se interessar em ficar mais pobre enquanto deixa as empresas mais ricas.

Além dos métodos de telefonia via Internet, seja pelo seu computador ou com a instalação de uma linha telefônica diferente da convencional em sua casa, existe aqui no Canadá uma outra forma bem popular de se economizar em ligações internacionais. Em várias bancas de jornal e lojas que atendem imigrantes existem cartões que oferecem ligações a preços reduzidos para diferentes países. Cada cartão dá um desconto maior para determinado país ou região.

O difícil é descobrir qual comprar. Você chega na banca e vê uns pôsteres com uma extensa lista de países e o custo da ligação, por minuto, para aqueles países. Daí é só achar o país para o qual você quer ligar na lista, comparar com as outras milhares de listas que estão em pôsteres semelhantes colados ao lado deste primeiro e escolher qual cartão comprar. Ou então perguntar pro vendedor qual o melhor negócio. Esta última tentativa nem sempre funciona. Uma vez queria um cartão para falar com a Espanha, e o vendedor tentou me convencer que a melhor opção para isso era um cartão chamado "Cí!Cí!", porque o tal "Cí" seria "Sim" em espanhol. Não perdi meu tempo explicando pra ele que o "Sim" espanhol era "Sí", com S e não C, e que ele queria era me empurrar um cartão qualquer.

Depois de comprar o cartão da sua escolha, você deve ligar para um número escrito no verso, digitar o código único do cartão e então o número para onde você quer ligar (em geral para o Brasil você começaria com 01155 mais o codigo de DDD da cidade e o numero de telefone). É muito fácil se confundir em meio a tanto número, mas a conta no final vale a pena. Em média, pelo que usei até aqui, o cartão sai uns cinco dólares e permite conversar por duas, quatro, seis horas com o destino, dependendo do destino e da duração das ligações (falar por duas horas direto em geral sai mais barato que falar quatro vezes por meia hora).

Talvez não seja a opção mais barata pra se falar com o Brasil. Mas é mais barato que uma ligação normal pelas telefônicas, e o cartão é bastante prático também, podendo ser usado de qualquer telefone (você não precisa estar em casa, por exemplo). A qualidade também é relativamente boa, pelo menos na minha experiência.

Marcadores: , , ,

1 Comments:

At 10:56 AM, Blogger K said...

Eu sou fã de carteirinha do Skype. Nós até encontramos um telefone sem fio "tabajara" no mercado livre que, na verdade, liga a saída e entrada de som do computador no telefone... Mas foi super barato e eu não precisava ficar sentada na frente do computador enquanto conversava com meu namorado na época que ele trabalhava em São Paulo. Sai por menos de R$0,10 por minuto!
A grande vantagem do cartão, realmente, é poder usar em qualquer lugar, mas todos aqueles números confundem mesmo!

Sds,

Camila.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home