Vou comprar cerveja no vizinho

Mais um lançamento da prefeitura de Toronto. Vem aí o imposto municipal sobre a cerveja. Mais 5% na sua conta do bar. E nem pense que comprar uma cerveja pra tomar em casa vai sair mais barato. A mesma taxa vai ser aplicada sobre as bebidas compradas nas Beer Stores ou nas lojas da LCBO (que vendem bebidas alcóolicas em Ontario).

Acho que vou comprar cerveja em outra cidade e pagar 5% a menos. Claro que não vale a pena ir pra outra cidade só pra isso (mesmo em uma caixa de 24 garrafas de cerveja, vendidas na média a $36, isso representaria uma economia de $1.80, possivelmente menos do que a gasolina pra se ir até lá). Mas se estiver passando por outra cidade e voltando pra casa, esse é um produto que pode sem dúvida ser adicionado à lista de compras.

Por causa do déficit orçamentário da cidade (que segundo o prefeito não recebe repasses suficientes da província e do governo federal), as autoridades locais estão estudando formas de arrecadar mais dinheiro. Aumentando impostos, claro. E agora escolheram produtos supérfluos como bebidas alcóolicas (não apenas a cerveja) e cigarros, estacionamentos ($100 ao ano por vaga), licenciamento de veículos (mais $40 adicionados ao valor cobrado atualmente), maior imposto para transferência de propriedades (se não me engano 0,5%) e 5% de imposto sobre ingressos para shows, eventos esportivos e cinema.

Ainda é uma proposta, mas se for aprovada poderá representar um ganho extra de $340 milhões para a cidade por ano, valor este que será usado em vários serviços, desde a coleta de lixo até o policiamento. Em princípio a prefeitura está certa em tentar reduzir o déficit para tentar continuar oferecendo à população serviços e infra-estrutura de qualidade. Mas como a cidade não pára de crescer, acredito que esta solução tapa-buraco não vai longe, e daqui a pouco vão criar cada vez mais impostos exclusivos para Toronto. Talvez a solução melhor seja procurar uma cidade menor pra morar.

Marcadores: , , ,

2 Comments:

At 1:39 PM, Blogger Jeanne said...

E eu que pensei que esses desatinos só occoressem por aqui (taxa do lixo, taxa de iluminação pública, etc).
Lamentável.
:(

 
At 2:38 PM, Anonymous Daniel said...

Só não concordo com a taxação da cultura. Cinema, esporte e eventos culturais deveriam ser de graça. Eu li essa notícia no jornal daí também. Senti uma familiaridade enorme, acredito que você deve estar se sentindo em São Paulo. : )

O jeito deve ser beber menos...

Esse um dos problemas do crescimento rápido que as grandes cidades canadenses vem enfrentando. Se não me engano, Calgary e Edmonton tem problemas semelhantes.

Abraço.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home