A nação de Québec

Pois é, quem diria que um dia isso ia acontecer. O primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, disse ontem, em alto e bom som pra quem quisesse ouvir no Parlamento, que a província de Québec "é uma nação dentro de um Canadá unido." A declaração foi feita mais como uma forma de destacar a singularidade e condição especial da província francófona dentro da Confederação canadense. Algo como o reconhecimento que se trata de uma comunidade especial, sem necessariamente indicar que se trata de uma entidade legal que funciona com um país separado. Mas a escolha de palavras foi importante para destacar aquilo que ninguém pode negar: em geral Québec é, sim, diferente do restante do Canadá, por suas inúmeras características únicas que fazem da província um lugar único na América do Norte.

Ao fazer sua declaração, Harper quis atrair a simpatia dos eleitores de Québec, e ao mesmo tempo frustrar uma intenção do Partido Québecois de fazer uma declaração similar antes - já se especulava nos bastidores que isso ia acontecer em breve. Só que o partido não perdeu tempo e hoje já lançou uma emenda à sugestão de Harper, dizendo que Québec é, na verdade, uma nação "atualmente dentro do Canadá." Diferenças sutis de semântica que fazem toda a diferença nesta eterna luta - pacífica, em grande parte - da província garantir seu lugar e reconhecimento sobre seus valores dentro da sociedade canadense.

Só espero que a mudança em terminologia não volte a alimentar desejos separatistas dentro da província. Na década de 90, um virtual empate técnico impediu a separação de Québec durante um referendo no qual 50,5% dos eleitores na província decidiram permanecer na Confederação canadense, contra 49,5% que queriam a separação. Como esse movimento dos separatistas volta e meia resolve aparecer de novo e sugerir novo referendo, fico torcendo para que não se aproveitem desta mudança formal para alimentarem novamente seu movimento. Afinal, a meu ver uma eventual separação poderia ser prejudicial não apenas para o Canadá como um todo, mas também para a própria província. Vamos só ver que bicho vai dar.

2 Comments:

At 1:20 PM, Anonymous Anônimo said...

Carlos, se vc me permite discordar, eu acho que se Quebec quer separar-se que assim seja.

Se eh para fazer um outro referendum, que ele seja feito e que a provincia arque com as despesas, e nao o pais como um todo.

Eh sabido e provado que como vc bem disse existe de certa forma uma nacao dentro do Canada, portanto se tanto querem a separacao pq ficam insistindo para quem nao ne?

Abraco

Gean

 
At 3:51 PM, Blogger CarloAmorusso said...

[RESPOSTA] Oi Gean, obrigado pela visita.

Realmente, consigo ver também por esse lado. Mas fico receoso de que o impacto de uma separação possa prejudicar as duas partes, que talvez tivessem ainda menos força separados do que juntos diante de nosso vizinho gigante do sul, os EUA.

Um abraço,

Carlos

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home