Inflação dá nisso

Não se pode dizer que o Canadá seja um país onde a inflação dita a vida das pessoas, como acontecia no Brasil até meados da década passada. Mas nem por isso o país está totalmente imune aos seus efeitos. Quase que anualmente, por exemplo, os correios canadenses (Canada Post) aumentam o preço da postagem mínima para envio de cartas simples dentro do país. Ano passado esse valor era de 50 centavos de dólar, este ano está em 51 centavos e no ano que vem vai pra 52.

Nada de mais em valores financeiros, claro. Mas uma chateação pra quem compra mais selos do que precisa e se vê tendo que completar a postagem com selos de um centavo, pra não perder o selo de anos anteriores. Se mandar a carta com a postagem insuficiente - ainda que por causa de apenas um centavo - não há dúvida. Ela volta para o remetente, sem choro nem vela.

Pois bem. Tentando reduzir esse problema, o Canada Post anunciou que vai lançar um selo permanente, sem valor impresso nele. No lugar do valor, um simples "P" indicará que se trata do selo simples permanente para envio de correspondências domésticas. Não importa quando tenha sido comprado, sempre será o suficiente para o envio. Com isso as pessoas - e principalmente algumas empresas - podem comprar seus selos com antecedência sem se preocupar se todos serão usados antes de um eventual reajuste.

Ótimo pra quem gosta de se planejar com antecedência. De quebra, uma economia para os próprios correios, que devem reduzir a impressão de selos de um centavo. No ano passado, por exemplo, foram impressos 60 milhões de selos nessa denominação. A economia não deve ser lá muy grande, mas qualquer coisa já é qualquer coisa. E se facilita a vida do cidadão, melhor ainda.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home