Brasileiros revoltados com jornalista do NYT

Há uma semana atrás acontecia o terrível acidente envolvendo um boeing da Gol e um jatinho comercial Legacy da Embraer comprado por uma empresa americana, que culminou com a morte de 155 pessoas. Nesta semana que passou vimos toda a dor dos familiares e amigos das vítimas. Além disso, as autoridades brasileiras vêm tentando estabelecer a razão para o acidente, e cogita-se que os pilotos americanos do jatinho possam ter sido os responsáveis pelo acidente.

Não cabe aqui determinar de quem é a culpa, mas parece que uma série de contradições nos depoimentos dos passageiros do avião menor com os dados que foram coletados posteriormente podem deixar os pilotos sobreviventes em apuros. Um dos passageiros do Legacy era um jornalista do New York Times, e chegou a escrever um artigo para o periódico, ressaltando a bravura dos pilotos e lamentando pelas vítimas. Mas, segundo reportagens que tem saído na imprensa brasileira, o texto e declarações que ele também deu a um programa da NBC nos EUA iriam contra o depoimento oficial dado à polícia logo após o acidente.

Logo se criou um verdadeiro circo na blogosfera, com centenas de brasileiros invadindo o blog do jornalista para criticá-lo e ofendê-lo, às vezes de maneira excessiva. Interessante ver como algumas pessoas reagem diante de fatos assim, e como outros não perdem uma chance para usar a Internet para mostrarem suas opiniões. Sem dúvida, mais um caso do encolhimento do mundo com a globalização.

Infelizmente nada trará as vítimas de volta. Que estejam em paz neste sétimo dia depois de deixarem este mundo. E que suas famílias e conhecidos também encontrem o caminho para aceitar esta triste perda.

---
UPDATE: As coisas ficaram tão sérias em termos de mensagens e ameaças que o jornalista decidiu apagar as mensagens antigas em seu blog e colocar três novos itens sem direito a comentário, onde ele se defende das acusações de que tem sido vítima. Para todos os efeitos, é importante lembrar que nada ainda ficou provado sobre possíveis culpas no acidente, e que o jornalista em questão era um passageiro do jato menor, sem possibilidade de interferir com seu curso. Mesmo que depois se verifique que mentiu à polícia, não se transformaria em assassino (como alguns chegaram a chamá-lo). As pessoas precisam ver que um blog, apesar de virtual, é feito e lido por pessoas reais, e os comentários devem ter o mesmo tratamento dos feitos no mundo real. Da mesma forma, o jornalista deveria tomar mais cuidado ao escrever sobre algo que continua sendo investigado, pois suas declarações podem ser derrubadas posteriormente por essas investigações.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home