O lixo vem à tona

Nos últimos dias a temperatura deu uma esquentada em Toronto, caindo chuva ao invés de neve (lá se vai a tentativa de quebrar o recorde de neve em um ano). As temperaturas mais altas serviram para derreter quase toda a neve que se acumulava pelas calçadas e jardins da cidade, e que muitas vezes impediam um tráfego normal de pedestres ou atrapalhavam a visão dos motoristas. Até aí tudo bem, ainda mais porque o calorzinho de oito graus foi muito bem vindo depois de algumas semanas a 20 graus negativos.

O problema é que com o derretimento da neve apareceu todo o lixo que estava debaixo dela, fenômeno que se repete a cada primavera, ou sempre que a neve derrete. No caminho pro trabalho e depois de volta pra casa hoje deu pra ver centenas de copinhos de cafê, embalagens de chocolate, jornais velhos, latinhas, etc

O pessoal que joga esse lixo na neve deve esquecer que a neve não vai ficar lá pra sempre. Jogam o lixo, dão uma enterrada nele e pensam que ele sumiu. Parece o famoso empurrão da poeira pra baixo do tapete. Só adiam o problema, que volta com tudo - uma megasena acumulada - quando a neve derrete. Uma verdadeira porcaria!

Marcadores: , ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home