Lease?

Mas que diabos seria o tal do 'lease' pra carros que eu via pra todos os lados quando cheguei no Canadá? Depois de um tempo por aqui, pesquisei um pouco mais e vi que se trata de mais uma boa opção para quem quer ter um carro e deseja trocá-lo com certa freqüência.

A diferença desse modo de aquisição para a compra pura e simples do carro é que neste caso você vai pagar apenas pelo uso do carro por um período e sua relativa depreciação. Sendo assim, para um carro de 14 mil dólares, por exemplo, talvez você consiga pagar oito mil em quatro anos (número ilustrativo, apenas como exemplo), ou uma prestação mensal de 166 dólares. Se fosse comprar o carro, você teria que pagar os 14 mil no mesmo tempo, ou uma prestação de 292 dólares (mais uma vez apenas para ilustrar, já que não estão inclusas aqui impostos ou juros).

No primeiro caso, ao fim dos quatro anos você devolve o carro, e em alguns casos pode ter opção de compra. No segundo, o carro é seu, e você não fica sem nada ao final dos quatro anos. Se a pessoa não liga de dirigir um carro mais velho pois confia no sistema de manutenção que emprega e julga que os custos a longo prazo são menores, talvez opte pela compra normal.

Com a depreciação grande dos veículos, e custos altos de manutenção, muitas pessoas julgam que vale mais a pena optar pelo leasing, pagando sempre uma mensalidade mas sempre tendo um carro relativamente novo à disposição. Para optar por essa solução, no entanto, às vezes é preciso seguir umas regras do contrato, como quilometragem máxima - pagando-se um excedente por quilômetros a mais.

Enfim, não é possível dizer se uma opção é melhor que a outra. Cada pessoa pode preferir uma das duas e ter razão para tal. Mas sem dúvida é melhor ter duas possibilidades de escolha que uma só para rodar por aí devidamente motorizado.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home