Sem-Carro

Tirando alguns breves intervalos em minha vida, eu sempre tive a sorte de contar com um carro para me deslocar no Brasil. Mesmo sem gostar muito de dirigir, sabia que o uso do carro era a melhor opção para um deslocamento mais confiável em uma cidade como Brasília. Depender do transporte público tornava a vida muito mais difícil.

Em uma cidade como Toronto, um carro não é uma necessidade básica. Você pode muito bem se virar sem ele no centro e em várias partes um pouco mais afastadas. Um ótimo sistema integrado de transporte permite que, com um passe mensal, você possa se deslocar para quase qualquer ponto da cidade por metrô, ônibus e bonde. O custo de $98 por pessoa também fica bem abaixo do custo de compra e manutenção de automóvel (dinheiro inicialmente gasto para compra, mais depreciação, seguro e gasolina, sem contar manutenção preventiva anual e eventuais gastos de consertos). Pra quem não gosta de dirigir então, ainda alivia a tensão e permite que o tempo de deslocamento seja melhor empregado para outras atividades como ler um livro ou jornal (sem contar ver um filme ou programa de TV gravado nesses aparelhos modernos portateis que permitem isso). Claro que depende de cada um, mas para mim isso é uma vantagem.

E nas raras ocasiões em que um carro pode facilitar a vida neste contexto, como para uma compra maior ou ida a outra cidade, resta sempre a oportunidade de aluguel de carro ou táxi. No fim, ainda fica mais barato que ter um carro.

1 Comments:

At 7:34 PM, Blogger ROGÉRIO & LUCI said...

oiiiiiiiiii
realmente nao eh uma necessidade basica, exceto para quem mora em toronto e trabalha em brampton como o caso do rogerio.
bjs

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home